29/10/2012

ÁCIDO GLIOXÍLICO...VAMOS CONHECER UM POUCO MAIS ESSE ATIVO



A febre no mundo todo agora são as famosas Escovas a base de ÁCIDO GLIOXÍLICO.

Vamos conhecer um pouquinho mais sobre as famosas Escovas a base de Ácido Glioxílico.

O ATIVO ÁCIDO GLIOXÍLICO...

- Oferece uma boa redução nos fios, pois após a manipulação feita nos laboratórios, o pH é bem ácido, entre 1 e 1,5.

- Por ter um pH alto (ácido), quando aplicado no cabelo, dilata as cutículas, permitindo assim a entrada do ativo alisante, para que ele possa agir no interior do fio, ou seja, no córtex. Lá, rompe boa parte das pontes de enxofre, que ficam entre dois Aminoácidos chamados de Cistina, um dos 18 Aminoácidos que formam a fibra capilar e é responsável por sua resistência e forma.

- O calor que é aplicado sobre o produto também favorece aos processos de oxidação, por isso a importância da chapinha de boa qualidade e bem aplicada.

- É indicado ser removido no mesmo dia da aplicação, de preferência 20 minutos após todos os Passos da escovação e Chapinha ( Piastra), devido à sua alta acidez.

- Se deve ter um cuidado redobrado e evitar várias aplicações porque os produtos por serem muito ácidos acabam comprometendo a fibra capilar.

- A sua durabilidade nos fios, se encontra na porcentagem de sua concentração em cada produto.

- Pode haver um desbotamento de 1 à 2 tons após a aplicação.

- Percebesse uma redução no volume de cerca de 90% e um alisamento quase que total em cabelos louros. E em fio virgens em até 50%.

- Produtos à base de Ácido Glioxílico garante total compatibilidade para todas as químicas (relaxamentos, alisamentos...)

Obs: Nunca esquecendo que devemos ter uma atenção redobrada quando falamos em produtos químicos e fazer sempre um excelente diagnóstico.

Diagnóstico: saber a sobre a existência de problemas como: queda dos fios ou couro cabeludo sensível, alergias, histórico recente de irritações ou dermatites, químicas aplicadas e etc...

Atenção: O Teste de Mechas é sempre sagrado e indiscutível !


CURIOSIDADES:

O Ácido Glioxílico e as Oxoacetamidas de Carbocisteína podem ser misturados, mas exercem funções diferentes quando aplicados na fibra capilar.

O Ácido Glioxílico mexe com a estrutura do fio, permitindo que ele seja modelado. Já o segundo seria responsável por conferir efeito hidratante e restaurador, um potente tratamento.

A Carbocisteina sozinha não alisa !
a carbocisteína sozinha não alisa, mas precisa de mais algum componente para oxidar (desfazer) as ligações de cistina (que dá forma aos fios) que é o papel do Ácido Glioxílico.

O correto seria falar em "Escova de Carbocisteina e Ácido Glioxílico" porque os dois atuam juntos, uma vez que a Carbocisteína não tem o poder de alisamento.