04/10/2011

CLAREAMENTO ESPALMADO


Não são luzes, nem mechas, nem reflexos, nem balayagens.

O método está super na moda ! A técnica de clareamento espalmado difundida por Dempsey, da casa Mauro Freire (SP), consiste em deixar as pontas com aspecto queimado contrastando com a raiz mais escura. Acompanhe 10 dicas do expert

1. Na briga por fios mais claros que combinam perfeitamente com a temporada de sol, o método espalmado é o que há para deixá-los com aspecto natural. Ao contrário das luzes e dos reflexos, geralmente mais marcados.

2. Em tempos de salão lotado a técnica é uma boa opção, pois é rápida de executar. “Em 15 minutos termino a aplicação num cabelo longo”, conta o profissional.

3. Indicada para todas as cores de cabelos, consiste em descolorir as pontas com um acabamento natural. Fios mais escuros devem ser clareados até atingirem o tom marrom ou marrom-dourado. Já os claros podem chegar a um loiro-claro ou platinado.

4. Dempsey explica como executar a técnica: “A cliente fica deitada na cadeira e a mistura de pó descolorante e água oxigenada de alta volumagem deve ser espalhada na palma das mãos com luvas.

Aplique a partir da nuca e siga até o topo da cabeça, com a ajuda de um assistente (que deverá segurar as mechas pelas pontas), espalmando os fios, do meio em direção às pontas, camada por camada.”

5. O cabelo não pode estar úmido.“O espalmado deve ser feito em fios secos e totalmente desembaraçados com pente, sejam eles lisos ou crespos”, esclarece o cabeleireiro.

6. O tempo de ação da mistura é controlado por você, profissional. Analise as mechas de tempos em tempos para conferir a tonalidade atingida pelo fio.

7. É uma alternativa para clarear o cabelo da clientela gradativamente. Cabelos virgens, por exemplo, podem ser tingidos um ou dois tons mais claros que o natural e então recebem o espalmado nas pontas.

8. Argumente com as clientes: a técnica é a cara do verão e rejuvenesce. E mais: o espalmado faz sucesso lá fora. Muitas modelos internacionais desfilam com cabelos que parecem queimados pelo sol. Gisele Bündchen foi uma das primeiras a aderir à onda.

9. A manutenção é descomplicada, ótima para aquelas que reclamam da falta de tempo ou hesitam em colorir os fios por causa do crescimento da raiz. Pede retoque de 6 a 8 meses. Depois que cresce e recebe a química novamente, o cabelo assume efeitos dégradé. “Há quem o faça uma vez por ano”, comenta Dempsey.

10. Como se trata de uma descoloração, os cabelos merecem cuidados redobrados e é recomendável realizar hidratações poderosas uma vez por mês. Assim, pense na oportunidade de fazer a venda casada da química com o tratamento.

Fonte: Corpo Professional - Ed 02