08/08/2011

POR QUE A AMÔNIA É VISTA COM RESERVA PARA ALGUNS PROFISSIONAIS ?



Por que a amônia é vista com reserva por alguns cabeleireiros?

A Amônia é outro excelente produto para se trabalhar, ainda mais fraco do que o Sódio ou a Guanidina.

Dizem que esse ativo provoca quebra, mas o erro costuma estar na aplicação. Especificamente nesse caso, o cabelo deve ser enluvado no sentido do seu nascimento o que varia de cliente para cliente. Do contrário, a pressão forma uma dobra fazendo com que o fio se parta.

Durante um alisamento vale reaplicar o produto a fim de obter um cabelo mais liso?

Já vi fazerem isso, mas não é viável. Durante um processo químico, o pH do cabelo é elevado. No enxágüe, ele regride. Se esse cabelo receber outra vez a química, o pH se altera de novo. Com isso, a cutícula vai entrar em um danoso processo de abre-e-fecha.
Se o cabeleireiro quiser fazer o procedimento em duas etapas, uma a cada semana, é diferente. Desde que use em ambas as vezes um produto de ação suave, mesmo que o cabelo comporte a força maior.

Qual o segredo de uma Neutralização perfeita?

Quando neutralizamos o cabelo, podemos aproveitar o fato de as cutículas estarem abertas para aplicar máscara ou tratamento com queratina. Isso reduz o choque que uma neutralização brusca provocaria na fibra capilar. O pH durante o processo químico varia entre 7,5 a 13,5 dependendo do ativo usado. A água do enxágüe o leva para 8 e o neutralizante o reduz mais ainda, para 3,5. Com a tática mencionada, diminui-se o ressecamento causado pela química.

Fonte: Cabelos&Companhia (O Alquimista)