21/07/2011

CALVÍCE E CIGARRO


Meses atrás tentei fazer você parar de fumar. Se daquela vez os argumentos não bastaram, esta é a segunda tentativa. Agora, apelo para sua vaidade capilar: selecionei dois artigos científicos que mostram associação entre fumo e o envelhecimento dos cabelos.

O primeiro foi publicado em uma conceituada revista americana de dermatologia, a Archives of Dermatology. Trata de um estudo realizado em Taiwan, investigando a relação entre fumo e calvície.

Setecentos homens com mais de 40 anos participaram. Cada um passou por uma consulta para avaliar o grau da calvície e respondeu a um questionário com perguntas como o histórico do problema na família, quantidade de cigarros fumada por dia e idade que iniciou o vício. Investigou-se também idade, peso, pressão arterial e presença de doenças como diabetes ou doenças cardiovasculares.

Analisando o material, os pequisadores concluíram que o fumo influi diretamente na evolução da calvície masculina. Os autores sugerem que parar de fumar pode frear essa evolução.

O segundo estudo foi publicado no BMJ, outra revista médica conceituada.

Dessa vez, a associação pesquisada foi entre fumo e surgimento precoce de cabelos brancos. Os autores do estudo sugerem que o fumo acelera o envelhecimento do organismo como um todo, incluindo aí células que produzem o pigmento que dá cor ao cabelo. Causa e efeito .

Já está provado que o cigarro acelera o envelhecimento da pele. Embora não existam muitos estudos científicos relacionando envelhecimento dos cabelos e fumo, essa associação é bastante provável.

Como o cigarro prejudica a circulação sanguínea do corpo todo, também compromete a microcirculação das raízes dos cabelos. Com a nutrição prejudicada, os cabelos tenderiam a perder vida.

O fumo também poderia agredir os fios por outros mecanismos: aumenta a produção de radicais livres, danificando as células produtoras do fio de cabelo. Os mesmos radicais livres também atacariam as células que fabricam a melanina, pigmento que dá cor aos fios. Eis aí a causa da possível ligação entre cigarro e cabelos brancos.

Desta vez, além do sofrido coração, do ofegante pulmão e da sensível pele, juntam-se ao coro seus sedosos e brilhantes cabelos. Todos unidos, pedem humildemente para você parar de fumar.

Fontes: 1. Association of Androgenetic Alopecia With Smoking and Its Prevalence Among Asian Men – a Community-Based Survey 2. Premature grey hair and hair loss among smokers: a new opportunity for health education?

Por Lucia Mandel