04/06/2011

TRANSPLANTE DE CABELO


O transplante de cabelo envolve a remoção de pequenos enxertos do escalpo com cabelo ou unidades foliculares da área doadora (normalmente da lateral ou parte posterior da cabeça, com bastante cabelo) e implante na área careca ou com pouco cabelo.

Segundo especialistas da área, o transplante de cabelo ocupa o primeiro lugar entre os procedimentos estéticos feitos – principalmente por homens – , hoje. O motivo para esse grande número de transplantes nos últimos anos é que os resultados obtidos são muito melhores do que antes, além do aperfeiçoamento das técnicas envolvidas no procedimento.

O conceito básico do transplante de cabelo é basicamente o mesmo de tempos atrás, a maior diferença hoje está relacionada ao tamanho do enxerto ou unidades foliculares.

O transplante de cabelo envolve a remoção de pequenas partes do couro cabeludo de uma área doadora e seu implante em furos ou fendas numa área calva ou com pouco cabelo, normalmente na parte superior da cabeça. Porém, nenhum cabelo novo é adicionado durante o procedimento.

O cabelo e a pele são simplesmente recolocados.

Os enxertos podem variar em tamanho e forma, são classificados em:

Enxertos puncionados - enxertos arredondados, que contêm aproximadamente de 10 a 15 fios de cabelo;

Mini-enxertos - enxertos muito menores, com cerca de 2 a 4 fios de cabelo;

Micro-enxertos - enxertos minúsculos que contêm 1 ou 2 fios de cabelo;

Enxertos horizontais ou verticais – enxertos finos que contêm de 4 a 10 fios de cabelo;

Enxertos em tiras - longos e finos, contêm de 30 a 40 fios de cabelo.

Para chegar a uma densidade maior de fios enxertados, várias seções cirúrgicas podem ser necessárias.

Recomenda-se um período de vários meses para recuperação entre as sessões.

A quantidade de cobertura determinada depende parcialmente da cor e textura do cabelo.

Cabelos grossos, grisalhos ou claros proporcionam melhor cobertura do que os escuros e finos.
O maior número de unidades foliculares transplantadas na primeira sessão varia para cada indivíduo, mas a média é de 50.

Para mini e micro-enxertos, o número pode chegar a 700 em cada sessão.

No transplante de cabelo, pequenas partes do couro cabeludo lateral e posterior cheias de cabelo são retiradas e reimplantadas em furos na parte careca da cabeça. Horas antes da cirurgia, a área doadora será aparada para que os enxertos possam ser removidos com facilidade.

A área doadora e a receptora são tratadas com anestesia local, semelhante ao que é feito pelos dentistas.

Para manter uma circulação saudável no couro cabeludo, os enxertos são colocados a uma distância de 0,3 milímetros (quase 1/8 de polegada). Em sessões posteriores, os espaços entre as mudas serão preenchidos com enxertos adicionais.

Depois de completa a sessão de enxerto, o couro cabeludo será limpo e coberto com gase. Alguns médicos recomendam que seus pacientes usem bandagens de pressão, por um ou dois dias, enquanto outros permitem que seus pacientes se recuperem sem as bandagens.

Fonte: www.saude.hsw.uol.com.br.