13/10/10

CHAPINHAS...TIPOS...

A chapinha está literalmente fazendo a cabeça do público feminino, mas engana-se quem pensa que alisar os cabelos é uma moda atual.

No século 17, para obter tal efeito, as mulheres passavam banha de porco, óleo de peixe e sebo nas madeixas, e já chegaram até a lavar os cabelos com éter e ácido sulfúrico diluído em água.

Atualmente, é muito mais fácil adquirir uma e alisar os próprios cabelos em casa, já que existem modelos disponíveis no mercado com preços que cabem no bolso.

Melhore prancha recomendada na aplicação de tratamentos como Queratinização, Cauterização, Reconstrução, Recondicionamento Térmico e Escovas Progressivas e Definitivas, e pode ser utilizada com qualquer produto.

A prancha do mercado que possui placas de Titanio, por isso alcança a temperatura de 230°C e a mantém constante, sem oscilações. Isso garante um alisamento perfeito em até 40% menos tempo que as pranchas comuns. Sua superfície ultralisa permite um acabamento perfeito, com muito brilho. E a NanoTecnologia de emissão de íons negativos impermeabiliza os fios, mantendo a hidratação e acabando com o efeito arrepiado.

TIPOS DE CHAPINHAS

Dentro do vasto universo de opções, algumas características devem ser levadas em consideração, para que você possa encontrar a que melhor atenda as suas necessidades. Saiba mais.

- De cerâmica: este é o modelo de chapinha mais indicado pelos cabelereiros. O aparelho esquenta mais rapidamente e o aquecimento por cerâmica agride menos os cabelos. Além disso, o modelo possui graduação de calor, permitindo regular o aquecimento e não deixar que a chapinha esquente além da medida;

- Com Iôn: a ionização do aparelho fecha melhor as cutículas dos fios e evita o frizz, que deixa um efeito elétrico no cabelo;

- Com turmalina: aparelhos que emitem íons negativos, o que deixa o cabelo mais macio e com um brilho mais intenso;

- Para cabelos Secos e Úmidos: a maioria das chapinhas demora mais para alisar os cabelos molhados. Mas os modelos que possuem ambas as opções podem ser usados tranqüilamente nos fios úmidos;

- Sem fio: aparelhos sem fio se tornaram populares no mundo moderno, pois oferecem mais praticidade aos usuários. Já estão disponíveis no mercado modelos de chapinha também sem fio, o que facilita na hora de manusear ou guardar o aparelho;

- Digital: com este modelo de chapinha é possível controlar o aquecimento do aparelho com maior precisão, por meio de um visor que indica a temperatura;

- Dobrável: é o modelo ideal para viagens, por se adaptar facilmente a espaços menores.

TAMANHO É DOCUMENTO !

O tamanho da chapinha também influencia no acabamento. As mais finas se adaptam melhor aos cabelos curtos; já as grossas produzem um efeito melhor em cabelos compridos.

DICAS DE CUIDADOS AO USAR:

- Para sua segurança, use a chapinha a 3 centímetros do couro cabeludo;

- Evite usar pranchas comuns com os cabelos molhados. O ideal é secá-los antes com um secador.

- Caso você utilize a chapinha com freqüência, não deixe de hidratar seus cabelos pelo menos de 15 em 15 dias.

- Produtos como leave-ins e óleos siliconados abaixam os fios rebeldes e dão um melhor acabamento ao penteado.

- A temperatura ideal do aparelho deve ser de 120º C. Mas, como os fios acabam sendo queimados de qualquer forma, o ideal é não manter a chapinha em um ponto específico do cabelo e sim deslizá-la rapidamente pelos fios.

Mais informações: lookchique@gmail.com