20/06/2010

ESCOVA PROGRESSIVA E A VANTAGEM SOBRE OUTROS PROCESSOS

VAMOS ENTENDER PRIMEIRO O QUE FAZ A ESCOVA PROGRESSIVA.
O princípio ativo da escova progressiva é o formol (nome da solução aquosa a 37% de concentração do formaldeído, um gás incolor), que quebra a ligação original dos fios (HS-SH) e as transforma em (-S-H2C-CH2-S-), aumentando a disponibilidade de H, assim este não é tão disputado e não torce a fibra.

Primeiramente as cutículas são abertas, para permitir que o formol entre e reaja. Junto vai a queratina para repor aquela que eventualmente acabou sendo perdida pelas agressões externas ou processos químicos anteriores.

O calor do secador e da piastra aceleram a reação do formol e modelam mais rapidamente (pois seria necessária uma concentração muito grande de formol e queratina para que somente eles alisassem completamente os cabelos). Como a fibra não consegue absorver todo o produto, o que sobra acaba servindo de conservante modelador.

O cabelo, livre de agressões e químicas, tem pH (índice de acidez) entre 4,5 e 6,5 (ligeiramente ácido), suas escamas estão fechadas.

VANTAGEM DA ESCOVA PROGRESSIVA SOBRE OUTROS PROCESSOS

A vantagem da escova progressiva sobre os outros processos de alisamento está na variação de pH muito baixa.

A solução aquosa do formaldeído tem índice de acidez entre 2,5 e 4,5 (também ácida, muito próxima a dos cabelos).

Os alisamentos feitos com hidróxido de sódio (soda cáustica) tem pH por volta de 12, tioglicolato de amônia pH entre 7 e 9 e hidróxido de guanidina, pH 13; portanto são produtos alcalinos. A variação muito brusca de pH faz com que as escamas se abram mais facilmente, porém acabam desnaturando a queratina (que é uma proteína); são considerados processos mais agressivos, estragam os cabelos a longo prazo. É verdade que é usado um shampoo de limpeza profunda com pH alcalino na escova progressiva, porém o tempo de exposição é muito baixo, os resíduos saem mas a estrutura não se altera.
Mais informações: lookchique@gmail.com