06/01/2010

CABELOS PÓS-PARTO

Um dos incômodos que afetam a mulher no pós-parto é a queda capilar em excesso.

O problema, que é passageiro e acaba logo que a criança desmamar, aparece de uma a duas semanas depois do nascimento, quando a produção do leite está mais intensa. Mas por que isso acontece e o que fazer para amenizar o incômodo?

Essa mudança é por causa do desvio de nutrientes que vão para o leite materno. "Geralmente, os níveis da vitamina A, que dão vida aos cabelos, vão para o leite, fazendo com que os fios percam sua força, brilho e maciez, deixando-os, em alguns casos, até mais fino", afirma o consultor técnico da Condor, Gennaro Preite.

O cabeleireiro comenta ainda que é interessante cortá-lo de dois em dois meses, assim a madeixa será estimulada a crescer e se renovar.

Há casos em que os médicos recomendam a reposição de algumas vitaminas para reestruturação dos cabelos, unhas e pele.

Para amenizar os efeitos da queda, o indicado é não usar cremes alisantes, escovas progressivas, assim não há riscos das camadas do fio serem alteradas violentamente.

"Os xampus também devem ser trocados pelos com pH neutro. O mesmo deve acontecer com as tinturas permanentes que só devem ser usadas após o sexto mês de amamentação. Prefira, enquanto isso, os xampus tonalizantes", afirma Preite.

Repor a vitamina A por meio de uma dieta balanceada é a melhor opção. Melão, manga madura, damasco (fresco), caqui, pêssego, alface, abóbora, brócolis, cenoura crua são alguns dos itens que não podem faltar no cardápio, além, claro, de beber muita água para regular os níveis de hidratação natural do corpo e a umidade dos fios.
Fonte: Porta Voz