06/01/2010

CABELO : ANTES DE CUIDAR É PRECISO CONHECER

Conheça seu cabelo antes de cuidar dele!
Conheça a estrutura dos fios

Com o cabelo limpo e seco, passe seus dedos através dele e sinta sua textura, pegue um fio e observe sua espessura e forma. Depois arranque-o e tente quebrá-lo. Se quebra facilmente, é fino; se precisa de um esforço, sua textura é média, e se é difícil, é grosso.

Para saber se está saudável

Arranque um fio do couro cabeludo e verifique se a base possui um bulbo branco. Caso não tenha, significa que está seco e quebradiço.

Composição do cabelo

Uma pessoa tem cerca de 100 mil fios de cabelo na cabeça, que crescem quase um centímetro por mês. A espessura varia entre 0.02 mm (muito fino) e 0.07 mm (grosso). Cada fibra vive até quatro anos em sua primeira fase de crescimento; depois deste período o cabelo é matéria morta e já não recebe os benefícios de nenhum tratamento, está em uma etapa de repouso, à espera de que a escova o separe da raiz. O cabelo é constituído pela cutícula, que é a camada exterior protetora composta de minúsculas escamas.

Embaixo está o córtex, que dá força e elasticidade, e é onde está a melanina, o pigmento que determina a cor dos fios. No centro está a medula, com células de queratina que fornecem os elementos nutritivos e substâncias vitais que o mantém em bom estado. Se o cabelo brilha, é porque as escamas estão fechadas e a luz se reflete. Existem casos nos quais a estrutura interior está porosa e os danos não são visíveis de imeditato. Daí a importância de utilizar produtos adequados para garantir a saúde dos fios.

Identifique seu couro cabeludo

Separe seus cabelos ao meio, passe um dedo suavemente e depois examine-o para ver se brilha. Se isto acontece, seu cabelo é oleoso; se não perceber nada, é um cabelo normal, e se há resíduos brancos, então ele é seco.

TIPOS DE CABELO

Normal

É suave ao tato mas resistente/difícil de quebrar, não recebeu permanentes nem tinturas, o penteado se mantém, tem aspecto brilhante, é estável, agradável e saudável. Tipos de cabelo: Grosso É áspero, pesado e difícil de controlar ( caso não seja totalmente liso)
Tipos de cabelo: Fino ou Delicado
Seu aspecto é liso, sem muito corpo, com tendência a cair facilmente e são poucos os penteados que duram. É importante tratá-lo com cuidado, pois quebra com facilidade

Cacheado

Pode ter um aspecto fantástico se está bem cuidado, apesar de ter uma tendência a se embaraçar facilmente; chega a ser áspero, com pouco brilho e em algumas ocasiões fica indomável; difícil de pentear e de controlar.

Oleoso

Pode ser grosso ou fino, fica sem volume rapidamente, ao final do dia, mesmo lavado, pesa e parece úmido pelo excesso de oleosidade. Hormônios desregulados ou alimentação desbalanceada, com excesso de fritura e gordura, costumam ser as causas.

Seco

É frágil, crespo, opaco, quebradiço, pode apresentar pontas abertas, se embaraça facilmente e é difícil de pentear. Seu aspecto pode ter como causas: agressões do dia a dia ( escovação inadequada, vento, sol, mar), e processos químicos (tinturas, escovas progressivas, etc) e à utilização de produtos inadequados para este tipo de cabelo.

Problemas Comuns: Caspa

A caspa, que não deve ser confundida com o ressecamento, é uma infecção causada por fungos e se caracteriza pela formação de escamas de pele oleosa e morta. É consequência do estresse, má circulação, falta de nutrientes, utilização de produtos capilares químicos ou restos de shampoo e condicionador. Para ser controlada, lave com o uso frequente de um shampoo anti caspa. A acupuntura, a medicina chinesa, as ervas, uma dieta rica em zinco e ácidos essenciais, e a baixa ingestão de vinho branco, de lácteos e de alimentos processados (comidas preparadas congeladas e enlatados) também colaboram para reduzir o problema.

Pontas Secas e Quebradiças

É sinal de que o cabelo está seco, conseqüência de danos físicos e processos químicos (tintura, descoloração, escova progressiva, permanente, etc). Para eliminá-las corte as pontas a cada oito semanas, caso contrário ficará mais frágil. Com a utilização constante de máscaras e a hidratação, o problema desaparecerá.

Queda

A perda natural é de 50 a 80 fios de cabelo ao lavar ou escovar diariamente, mas se é excessiva e você nota zonas calvas ou que o cabelo não nasce novamente, então trata-se de alopécia, que pode ser causada por febres altas, perda de sangue, desnutrição, tratamentos dentais e fármacos, alterações na glândula tiróide ou estresse.

Se a perda é moderada e por quebra, recorra aos tratamentos profissionais e as máscaras de tratamento Pantene, para fortalecer os fios, reduzindo a quebra. Quando a perda é excessiva, o ideal e consultar um médico.
Fonte: www.via6.com/topico.php?cid=11059&tid=118364