26/10/2009

Largos, finos, com cabos longos, curtos, de plástico, de madeira:há no mercado uma infinidade de pentes com funções variadas. Muitas vezes, a diversidade é tanta que complica na hora de adquirir este utensílio de beleza. Para isso, Gennaro Preite, consultor técnico da Condor,dá algumas dicas que auxiliarão na escolha do modelo certo para cada fio de cabelo.

1) Qual o pente ideal para cada cabelo: liso e fino, grosso e com volume, ondulado, afro?

Lisos e finos: neste caso,utilizamos pentes de madeira porque este fio costuma ser muitoelétrico e possui uma estática (frizz) grande. Além disso, esse tipo de pente possui dentes largos,o que auxilia o pentear e minimiza os arrepiados.

Grossos e com volume: direcionamos os pentes de material plástico que são bem resistentes e tem dentes abertos para facilitar a passagem dos fios e não haver risco de quebra.

Ondulados: merece atenção especial, pois este tipo de fio não deve ser penteado diariamente para não deixar o cacho irritado ou sem forma. O melhor é, após a lavagem, penteá-lo uma única vez com o auxílio de um pente com dentes bem largos e de preferência de madeira para evitar arrepiados. Durante o dia, apenas aquela ajeitada com as mãos é recomendada.

Afros: o interessante é o cuidado constante, pois até mesmo o pentear pode quebrá-lo ou arrebentá-lo. Para que isto não aconteça, o ideal é um desembaraçar suave. O pente tipo jacaré - com dentes em formato de gota - ajuda e muito, ou até mesmo, os modelos em garfo.

Quanto ao cabo dos pentes...

Há diferença entre os curtos ou longos, mais grossos ou finos?

Os cabos têm função de transmitir segurança e de definir o tipo de trabalho que será executado. Geralmente, os profissionais de beleza possuem este olho clínico e já sabem qual tipo de pente usar em cada cabelo. Quando usados da maneira certa, facilitam o trabalho se adequando à pegada.É importante terem rebarbas e serem ergonômicos.